Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Dia da semana do procedimento e mortalidade a 30 dias para cirurgia electiva: Análise retrospectiva da estatística de episódios de internamento hospitalar

Autores do estudo original: P Aylin clinical reader in epidemiology and public health, R Alexandrescu research associate, M H Jen research associate, E K Mayer Walport clinical lecturer, A Bottle senior lecturer in medical statistics.

Segundo a Revista VISÃO (artigo original), que sita fonte da SkyNews, Um estudo britânico inédito revela que os doentes que são submetidos a uma cirurgia de rotina a uma sexta-feira correm 44% mais risco que os que vão ao bloco operatório à segunda-feira.

Segundo a Sky News, aquela que é a primeira análise da relação entre o dia da semana a que é realizada uma cirurgia e o risco que corre o Doente concluiu que o pior dia para ser submetido a uma operação de rotina é a sexta-feira. Na realidade, pior ainda seria se a cirurgia fosse durante o fim-de-semana, caso em que o risco de morte aumentaria para 82%, mas a grande maioria das cirurgias não urgentes são realizadas em dias úteis.



Os investigadores da organização Dr Foster Intelligence, do Imperial College London, responsáveis pelo estudo, apontam como causa para a diferença na taxa de mortalidade os padrões inferiores de cuidados nos hospitais durante o fim-de-semana, quando os pacientes estão a recuperar das cirurgias feitas à sexta-feira.

"As 48 horas seguintes a uma operação são as mais críticas em termos do desenvolvimento de complicações", explica Paul Aylin à Sky News.

O estudo teve em conta mais de 4 milhões de operações levadas a cabo em hospitais britânicos entre 2008 e 2011

Podes ler a notícia original da SkyNews aqui
.

Os resultados foram publicados no British Medical Journal. O Artigo cientifico original intitula-se Day of week of procedure and 30 day mortality for elective surgery: retrospective analysis of hospital episode statistics” e pode ser descarregado na integra aqui.


Sem comentários:

Enviar um comentário