Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Podemos INOVAR a forma como damos Formação?

Depois de muita discussão sobre taxas de formação e sobre a forma como não conseguimos alcançar as taxas pretendidas (as razões são muitas e parece que aumentam de cada vez que discutimos o assunto) acabamos invariavelmente na mesma pergunta:

"Como podemos inovar a forma como "damos" formação no Hospital (Centro de Saúde, Clínica, etc.)?"

É também comum encontrar respostas possíveis, por exemplo:
  • "Simplificar" o conteúdo, diminuindo assim o tempo necessário;
  • Liberalizar a inscrição nos cursos ao invés que impor um nº fixo de profissionais por curso e por serviço;
  • Duplicar (e triplicar) as datas do curso;
  • Iniciar um programa de formação de formadores e promover a formação/replicação do curso nos locais de trabalho pelos profissionais entretanto formados;
  • Transpor parte do conteúdo da formação para um suporte escrito, simples, mas garantindo um registo da receção da informação por parte do trabalhador;
  • Apostar no e-learning.

Para todas as soluções existem defensores e detractores.
Mas o facto permanece - Não são atingidas as taxas de formação desejadas.
Resta arriscar (tentar de forma diferente) e principalmente, inovar.

Uma das ferramentas mais solicitadas é o e-learning, mas quase sempre que é logo eliminado porque "é caro".

Será que é mesmo caro?
Não existem alternativas que possamos explorar? (Foi o que estive a fazer hoje e estou muito entusiasmado, mas ainda não posso dizer o que é)
E que novos desafios (às instituições e ao profissionais) são colocados?

O e-learning é usado, diariamente, por milhares de pessoas em todo o mundo.
Porque é que não há-de resultar no meu hospital, no meu centro de saúde, na minha clínica?

Como tudo o resto, dará trabalho. Teremos de "queimar pestanas" e provavelmente desinstalar alguns hábitos, mas se resultar, o potencial de ganho é enorme.

Prometo voltar aqui e partilhar a experiência, mesmo que corra mal...


E tu? Como é programada a formação na tua instituição? Que resultados são obtidos? Que soluções inovadoras utilizas que possas partilhar?

Sem comentários:

Enviar um comentário