Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

O Assédio Moral no Trabalho e as Consequências da Tensão Laboral Provocada na População Portuguesa em Geral

NOTA: Por indicação da autora, o link para a recolha de dados já não se encontra dísponivel. Obrigado a todos pela colaboração.

Venho por este meio solicitar a sua participação no meu estudo que aborda o tema do assédio moral no TRABALHO relacionado com a tensão laboral. 

Para participar nesta investigação basta responder ao QUESTIONÁRIO ONLINE, para tal, por favor aceda ao seguinte LINK: (...) 

Como requisito para responder ao questionário ONLINE, basta que esteja atualmente a TRABALHAR (part-time ou full-time) e seja de NACIONALIDADE PORTUGUESA.

O questionário é alargado ao empregado e ao empregador, sendo todos importantes para a constituição da amostra e, não limita idade. 
Para esclarecimentos ou mais informações estou ao seu dispor via e-mail.
Muito Obrigada, 

Maria Carolina Gomes Vilaça 

(e-mail: mariacarolinagomesvilaca@gmail.com)

5 comentários:

  1. Olá
    Um problema sério este....e infelizmente as Instituiçõs de Saúde não estão imunes a ele.
    Já respondi.
    Cumprs
    Augusto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão Augusto. E depois da nossa ultima conversa por aqui, parece que ficou mais visível esse assédio, ou então sou eu que comecei a prestar atenção.
      É como dizes, "um problema sério"...

      Eliminar
  2. Olá

    Sabes uma coisa Fernando, como já levo uns anos disto, começo a perceber estas «coisas»...
    É assim, a Tutela manda, o Poder hospitalar cumpre, mas....quando os números aparecem, algumas «coisas» são postas em causa e aí, a vontade «controladora» vem ao de cima.
    Quem não faz vénia.....
    ...o resto já todos sabem.
    Um abraço
    Cumprs
    Augusto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, e a isso todo ainda "deixamos" associar a destruição da carreira de enfermagem. A extinção da categoria de Enfermeiro Chefe e a utilização de "coordenadores", que nada mais é do que uma forma de controlo mascarado, degrada a capacidade de muitos de imporem limites e implementar medidas em defesa dos cuidados e da dignidade humana (de doentes e profissionais).

      Eliminar
    2. Olá

      ....e se associarmos a tudo isso o «lugar por escolha» de Enfermeiro Diretor...de muito pouco servirão «documentos» do género do que recentemente foi publicado sobre as dotações mínimas.
      Não tenho dúvidas que a Segurança do Doente, também passará por aqui...
      Cumprs
      Augusto

      Eliminar