Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

45% dos Doentes em Ambulatório recebe uma Prescrição Inapropriada de Antibióticos

De acordo com um estudo da revista Infection Control & Hospital Epidemiology, de fevereiro de 2015, da Society for Healthcare Epidemiology of America, os médicos de Medicina Interna e de Medicina de familiar nos Serviços de Ambulatório, prescrevem significativamente mais antibióticos do que o necessário aos doentes com infeções do trato respiratório.

Os promotores do estudo realizaram uma análise retrospetiva de mais de 4.000 atendimentos em ambulatório em doentes que procuraram tratamento para infecções do trato respiratório (ITR).
Os investigadores descobriram que quase metade (45%) dos doentes receberam uma prescrição inapropriada de antibióticos, apesar de muitas ITR não necessitarem de antibióticos, um problema com consequências graves, de acordo com o principal autor do estudo, o Dr. Tamar Barlam.
"Os padrões de prescrição inapropriada dos médicos aparenta ser diferente por especialidade médica e é estabelecida no início, provavelmente durante a faculdade de medicina ou durante o internato", afirma o Dr. Darlam. "A instituição de condutas agressivas durante o período de formação ou prática, aplicadas no momento certo e dirigidas aos médicos certos poderia melhorar a prescrição e utilização dos antibióticos, e a eficácia do conceito de “Stewardship” nos serviços de Consultas Externas”.

As infeções do trato respiratório (ITR) nas quais os antibióticos foram mais frequentemente prescritos de forma inapropriada incluem:
Bronquite (71% dos doentes receberam um antibiótico)
Dor de garganta (50%)
ITR inespecífica (28%)
Pode saber mais no site do ECDC
Materiais de campanhas de comunicação do ECDC para o Dia Europeu dos Antibióticos - http://www.ecdc.europa.eu/pt/EAAD/Pages/Home.aspx

2 comentários:

  1. Olá

    Números, no mínimo, preocupantes.

    A continuar esta «caminhada», cada vez mais será mais difícil tratar a Infecção....

    Cumprs
    Augusto

    ResponderEliminar
  2. Acho que este estudo só vem comprovar que em ambulatório as dificuldades de controlar a infecção aumentam em muito. Enquanto que em ambiente hospitalar os procedimentos estão cada vez mais controlados, em ambulatório muitas vezes faz cada um por si. E como se resolve esse problema?? Teremos que ver.

    ResponderEliminar