Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Afinal o que é a "Segurança do Doente"?

8 comentários:

  1. Parabéns por mais uma excelente partilha e por um video/apresentação muito interessante e muito bem conseguido!!

    ResponderEliminar
  2. Olá
    Parabéns pela apresentação e obrigado pela partilha.
    - - - - - - - - -
    Por «cá», em 2013, os números que contam são:
    Cerca de 1450 Notificações de Risco Clínico ( Inclui Notif. Queda Dts), sendo que;
    9.2% foram Ocorrencias Comunicáveis,
    63% foram Incidentes sem dano,
    26.9% foram Notificações de Acidentes com dano e
    0.4% de Notificações de Incidentes com dano grave.
    ___________________
    Relativamente ás Notificações de Queda de doentes:
    Foram notificadas cerca de 341 quedas de doentes, que representam,
    2.6 quedas por 100 internamentos e
    Cerca de 3 quedas por cada 1000 dias de internamento.


    E assim, com o trabalho de todos se faz benchmarking em Risco Clínico :-)
    Cumprs
    Augusto

    ResponderEliminar
  3. Muitos parabéns!! Excelente video. Obrigada pela partilha.
    Quais foram as doze dimensões consideradas no estudo de avaliação da cultura de segurança do doente?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá NFaria (desculpa se erro no nome),

      As doze dimensões (do questionário original Hospital Survey on Patient Safety Culture) são as seguintes
      Dimensão 1 Trabalho em Equipa;
      Dimensão 2 Expetativas do supervisor/gestor e ações que promovem a Segurança do Doente;
      Dimensão 3 Apoio à Segurança do Doente pela gestão;
      Dimensão 4 Aprendizagem Organizacional – melhoria contínua.
      Dimensão 5 Perceções gerais sobre a Segurança do Doente;
      Dimensão 6 Comunicação e feedback acerca do erro.
      Dimensão 7 Abertura na Comunicação;
      Dimensão 8 Frequência da notificação;
      Dimensão 9 Trabalho entre unidades;
      Dimensão 10 Dotação de profissionais;
      Dimensão 11 Transições;
      Dimensão 12 Resposta ao erro não punitiva;
      Para as avaliar são colocadas aos profissionais várias questões fechadas com escala de Likert. Pode saber mais lendo o estudo piloto “Avaliação da Cultura de Segurança do Doente em Hospitais Portugueses” no site da DGS, neste link: http://www.google.pt/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&frm=1&source=web&cd=3&cad=rja&uact=8&sqi=2&ved=0CCsQFjAC&url=http%3A%2F%2Fwww.dgs.pt%2Fdepartamento-da-qualidade-na-saude%2Fdocumentos%2Frelatorio-da-avaliacao-de-cultura-de-seguranca-pdf.aspx&ei=UWyBVI_AMYvvUt_WgvAP&usg=AFQjCNHecoKCmMwmUfVMbGx97ODwAlMCRQ&sig2=DFmMkWyH-zDrTVkvOtMF2A&bvm=bv.80642063,d.d24

      Eliminar
    2. De salientar ainda que em Portugal o primeiro estudo piloto de avaliação da cultura de segurança do doente foi realizado em 2011, em 7 hospitais - Avaliação da Cultura de Segurança do Doente numa amostra de Hospitais Portugueses - numa parceria entre a Direção Geral da Saúde (DGS) e a Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar (APDH). De evidenciar dois nomes: Dr.ª Margarida Eiras e Dr.ª Ana Escoval.

      Eliminar
  4. Os meus parabéns pelo vídeo e pelo que nele é referido, temos muitas vezes dificuldade em encontrar dados que nos permitam de alguma forma perceber se a nossa realidade institucional está a par de outras ou longe e esta é efetivamente uma forma simples de benchmarking. Por outro lado focou os aspetos fundamentais sobre a tão falada "segurança do doente" pelo que vou recomendar a visualização do vídeo aos 2 colegas que trabalham comigo no Gabinete de Gestão do Risco do Hospital Beatriz Ângelo, aliás vou recomendar o blog.

    Este foi o 1º ano em que os profissionais do HBA fizeram a avaliação da cultura de segurança mas ainda não recebemos os resultados, pelos quais estou expetante pois o caminho para o desenvolvimento de uma verdadeira cultura de segurança não é fácil.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelas suas palavras Luísa,
      Pode contar comigo para ajudar no que for preciso.

      Eliminar